PÃO RECHEADO COM CREMOSO FUMADO, HOKKAIDO E ALECRIM

PÃO RECHEADO COM CREMOSO FUMADO, HOKKAIDO E ALECRIM

Esta é a primeira de muitas receitas em colaboração com a Joana Limão, que criou esta deliciosa entrada para a tua ceia de Natal.

serve 6-8 pessoas | preparação: aprox. 1 hora (preparação activa: 10 minutos)

Ingredientes:

1 frasco de cremoso fumado

300 gr abóbora hokkaido

1 haste de alecrim, picado

2 c.sopa azeite

1/2 c.chá de sal marinho

Pimenta preta do moinho, a gosto

2 dentes de alho

350 gr couve flor

1 folha louro

1/2 c.chá sal marinho

1/4 cháv. bebida vegetal de amêndoa

1 pão rústico de 600 gr

Método:

  1. Pré-aquecer o forno a 180ºc.
  2. Cortar a abóbora hokkaido em cubinhos, colocar no tabuleiro de forno forrado, temperar com alecrim picado, azeite, sal e pimenta. Colocar os dois dentes de alho (inteiros e com casca) também no tabuleiro e levar a assar por 20 minutos ou até que a abóbora esteja tenra ao ser picada com um garfo.
  3. Enquanto isto, cozer a couve-flor em pedacinhos em água salgada com uma folha de louro. Quando estiver cozida, escorrer, retirar o louro e colocar num liquidificador.
  4. No tempo em que os vegetais cozinham, cortar uma abertura na parte superior do pão, retirar o miolo e reservar. Cortar o miolo e a “tampa” em cubos grandes, que vão servir para molhar no recheio uma vez tostados.
  5. Assim que a abóbora esteja assada, retirar e reservar. Espremer os interior dos dentes de alho para o liquidificador.
  6. Adicionar ao liquidificador a bebida de amêndoa, o queijo cremoso fumado Muka. Triturar até obter uma mistura líquida mas bem cremosa.
  7. Passar para uma taça, envolver com a abóbora previamente assada e rechear o pão.
  8. Colocar o pão recheado no centro do tabuleiro e os pedaços de pão à volta para que torrem ligeiramente. 20-25 minutos devem ser suficientes. O recheio irá espessar ligeiramente.
  9. Fica pronto a servir! Sugiro decorar com mais folhas de alecrim e servir bem quente para todos se deliciarem.

Bon Appétit!

Leave a comment

Please note, comments need to be approved before they are published.